Incluir ervas e temperos na alimentação ajuda a reduzir a pressão arterial

É o que concluem pesquisadores americanos. As especiarias ainda conferem mais aroma e sabor aos pratos. Confira sugestões de usos

Usar ervas e especiarias na hora de cozinhar traz novos sabores e aromas aos pratos e ainda ajuda a reduzir a pressão arterial. A conclusão vem de um estudo americano publicado no The American Journal of Clinical Nutrition.

O fato não é completamente novo. Médicos e nutricionistas já indicavam o uso de temperos naturais a pessoas com hipertensão pelo simples fato de eles servirem como ótimos substitutos para o sal. É que o consumo excessivo de sódio (mineral abundante no sal de cozinha) é um dos comportamentos de risco para a pressão alta, uma grande vilã para a saúde do coração.

“Nesse estudo, a novidade é que a simples inclusão de 6,5 gramas de temperos por dia, sem necessariamente reduzir o sódio nem modificar o padrão de consumo de frutas, legumes e verduras, já trouxe resultados positivos”, avalia a nutricionista Camila Cristina Santos, do Departamento de Nutrição da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp).

Os participantes da pesquisa mantiveram uma dieta americana tradicional, sem exageros. Mas é bom reforçar que algumas pessoas talvez precisem fazer outros ajustes na rotina, além de usar mais temperos naturais. “Se há exagero no consumo de gorduras, alimentos ultraprocessados e temperos industrializados, o resultado pode não ser o mesmo”, alerta Camila.

Como incluir as ervas na alimentação?

- Introduzir os temperos na cozinha

- Cultivar algumas ervas em pequenos vasos

- E uma boa forma de construir o hábito e aposentar o saleiro é começar pelo sal de ervas: Misturando meia xícara de cebolinha, salsinha e orégano. Colocando mais meia xícara de sal e depois bata tudo no liquidificador. Basta armazenar em um potinho e utilizar em até dois meses.

Fonte: Saúde Abril.