Queimadura solar é coisa séria!

Pesquisas atestam que as pessoas ainda subestimam o sol — e o risco do câncer de pele

Ficar queimado de sol não é bonito nem saudável: acelera o processo de envelhecimento celular e é uma causa evitável de câncer de pele.

De acordo com informações reunidas na última Campanha Nacional do Câncer de Pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), mais de 60% dos brasileiros não usam nenhum tipo de proteção no dia a dia.

E um novo estudo, publicado pela Associação Médica Americana, analisou quase dez anos de diagnósticos de queimaduras solares para elencar as características de quem costuma errar a mão no bronzeado: a maioria é mulher e jovem, e mais de 80% não tratam o problema, apesar de passar pelo médico.

Os autores acreditam que esses dados ajudarão a estruturar iniciativas mais efetivas de prevenção e detecção do câncer de pele.

A verdade sobre o FPS

Você já deve ter ouvido que protetor solar com FPS acima de 30 não faz diferença, mas não é bem assim. Um FPS 30 na quantidade ideal protege a pele contra cerca de 96% das radiações UVB, o que é ótimo. Mas dificilmente as pessoas conseguem aplicar a porção correta e reaplicar. Então usar um FPS maior, que chega a 99% de proteção, tenta compensar.

Fonte: Veja Saúde